A Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema-MT) entregou sondas multiparamétricas para as Diretorias de Unidades Desconcentradas (DUD) de Sinop e Tangará da Serra. O equipamento irá auxiliar na investigação de alterações na qualidade de água superficial, denúncias de poluição e mortandade de peixes.

Cada regional recebeu um equipamento completo contendo sensores para medição de pH, condutividade, oxigênio dissolvido, temperatura e turbidez em amostras de água. Também serão entregues um kit de amostragem para atendimento de demandas urgentes relacionados a poluição da água.

Em 2021 outras duas regionais receberam o equipamento, Rondonópolis e Barra do Garças. “A entrega é importante para aumentar a rapidez da resposta da Sema em atendimentos de denúncia de poluição dos recursos hídricos e eventos de mortandade de peixes”, destaca o coordenador de monitoramento da qualidade ambiental da Sema, Sergio Figueiredo.

A entrega da sonda multiparamétrica para a Diretoria de Unidade Desconcentrada de Sinop é importante para dar respostas rápidas tanto para qualidade da água como para processos de licenciamento ambiental e vistorias de fiscalização, ressalta Gabriel Conter, diretor da DUD.

“A sonda nos fornece parâmetros que podem ser cruciais para identificação de lançamentos irregulares ou poluição da água. Com a sonda, kit de coleta e curso de qualificação, os servidores da regional estarão aptos a realizar o levantamento de dados e coleta de efluente reduzindo os custos referentes a remoção de servidor da sede até o município de Sinop, dando celeridade ao processo”.

Os equipamentos entregues às regionais da Secretaria de Estado de Meio Ambiente também serão usados pelos Comitês de Bacias Hidrográficas (CBHs). A equipe técnica da Sema realiza uma capacitação com servidores das Diretorias de Unidades Desconcentradas e membros dos CBHs para o manuseio e coleta de amostras.

A entrega é feita pela Superintendência de Recursos Hídricos, Coordenadoria de Monitoramento da Água e do Ar e a Gerência de Fomento e Apoio aos Comitês de Bacias Hidrográficas da Sema. Cada equipamento teve o custo de R$ 29 mil, totalizando R$ 58 mil, e foi adquirido por meio de Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) com o Ministério Público Estadual.