Balanço parcial da Operação Tiradentes, deflagrada na segunda-feira (18.04), aponta que nos últimos dez dias, 13 pessoas foram presas por tráfico tentando arremessar drogas para dentro da Penitenciária Central do Estado (PCE) em Cuiabá. O objetivo da operação é de impedir a entrada de materiais ilícitos na PCE, com isso, policiais penais reforçam a repreensão da entrada de produtos ilegais.

Durante a operação, foram apreendidos 275 celulares, sete quilos de entorpecentes análogos à maconha, 517 chips celulares. Os policiais impediram também a entrada de 146 carregadores, 202 cabos USB’s, um drone e outros materiais ilícitos. Além disso, quatro motociclistas e um carro foram apreendidos com suspeitos.

Na manhã desta sexta-feira (29.04), quatro pessoas foram presas. Os suspeitos foram flagrados em duas motocicletas por policiais do Grupo de Intervenção Rápida (GIR) que atuam em apoio com a Polícia Penal da unidade. Com os indivíduos, foram apreendidos ainda diversas porções de entorpecentes. Eles foram conduzidos à Delegacia da Polícia Judiciária Civil para devidas providências que o caso requer.

Conforme o diretor da PCE, Roberval Ferreira Barros, operações como essa são fundamentais para impedir a entrada de entorpecentes, celulares e acessórios na unidade, que fomentam a criminalidade fora da penitenciária.

“Nessas operações apreendemos grande quantidade de material ilícito. Isso reforça o nosso compromisso com a sociedade no combate à criminalidade. E estamos sempre em atividade com os rígidos procedimentos de segurança e a continuidade das ações de revista”, reforça.

Conforme o diretor, os drones são um dos meios utilizados para entrada de produtos ilícitos na unidade. Roberval ainda destacou as patrulhas externas e o trabalho de inteligência pelos métodos aplicados de vigilância aproximada. “O desafio é estar sempre atento a qualquer irregularidade. Não é uma tarefa fácil, avaliamos como um saldo bastante positivo dos nossos policiais penais que estão sempre preparados e atentos a qualquer movimento irregular, seja no interior ou na parte externa da unidade”.