Policiais militares prenderam uma mulher de 22 anos por participação em um duplo homicídio, na noite dessa terça-feira (12.04), em Nova Nazaré. No crime, dois homens identificados como Charles Pereira da Silva, de 30 anos, e Ronilson Brandão dos Santos, de 33 anos, morreram, e uma terceira pessoa ficou gravemente ferida. Duas armas utilizadas no crime foram apreendidas.

Conforme o boletim de ocorrência, a PM foi acionada por volta de 21h30, quando uma denúncia anônima informou que um grupo de cinco pessoas teriam efetuado disparos de arma de fogo contra três pessoas. Ao chegarem no endereço informado, os militares encontraram uma equipe médica realizando atendimento às vítimas, sendo que dois homens já estavam em óbito.

Testemunhas afirmaram que os suspeitos do crime fugiram em um veículo de cor branca, em direção à cidade de Água Boa.

Reforço policial foi acionado e bloqueios na rodovia MT-240 foram realizados, onde um carro com as mesmas características se aproximou em alta velocidade, partindo para cima do bloqueio e entrando em uma região de mata, onde caiu em uma vala. 

Os dois ocupantes do carro fugiram a pé e, durante as buscas, um homem foi encontrado com uma arma em mãos. Foi solicitado que o suspeito se entregasse, mas o criminoso efetuou disparos contra a equipe, que revidou a injusta agressão. O suspeito foi atingido e, ainda com sinais vitais, foi encaminhado para uma unidade de saúde, mas não resistiu aos ferimentos.

Ainda em buscas, os policiais encontraram um revólver calibre .38 e uma pistola calibre 380, ambas com munições para seus respectivos calibres.

Na sequência, uma suspeita foi encontrada deitada em meio à vegetação. Abordada, ela confessou participação nos crimes ocorridos anteriormente. Em checagem ao seu nome, os policiais encontraram ainda um mandado de prisão em aberto, pelo Estado de Mato Grosso do Sul.

Diante da situação, a suspeita foi presa em flagrante e encaminhada para a Delegacia de Água Boa, junto com o material apreendido.

A PM segue em diligências em busca do restante da quadrilha que participou dos crimes.

Disque-denúncia  

A sociedade pode contribuir com as ações da Polícia Militar de qualquer cidade do Estado, sem precisar se identificar, por meio do 190, ou disque-denúncia 0800.065.3939.