O Governo de Mato Grosso investiu R$ 2,5 milhões e entregou, nesta quarta-feira (06.04), 150 dispositivos de leitura para estudantes e profissionais cegos da rede estadual de ensino. O aparelho vai auxiliar na leitura, no reconhecimento de rostos, produtos e cores.

O dispositivo OrCam MyEye 2.0 é um equipamento tecnológico, acoplado aos óculos, considerado o mais avançado do mundo para prover assistência e reabilitação de pessoas com deficiência visual, melhorando sua qualidade de vida e promovendo inclusão social.

“O governo de Mato grosso cria políticas públicas e traz tecnologias assistivas para inclusão em espaços públicos. Esse investimento é uma mostra de que temos uma visão genuína das necessidades que essas pessoas precisam”, disse o governador.

Para o secretário de Educação, Alan Porto, a inclusão social de crianças e adolescentes, por meio de programas e serviços especializados, auxiliam no aprendizado, proporcionando acesso ao conhecimento do indivíduo que necessita muitas vezes desse benefício. “Nem sempre há uma estrutura viável ou aprovação para a tradução de todos os livros de uma escola para o sistema de escrita tátil utilizado por pessoas cegas ou com baixa visão, mais conhecido como braile”.

Ele observa que o OrCam MyEye 2.0 é o maior avanço nesse sentido. “É a chave para leituras e assim, crianças e adolescentes terão acesso a qualquer livro em diversas línguas instantaneamente. Isso porque, o dispositivo lê para a pessoa através da reprodução do texto por áudio em português, inglês e espanhol”.

O diretor da Mais Autonomia, representante da OrCam no Brasil, Doron Sadka, destacou que Mato Grosso é o terceiro estado a adquirir a tecnologia com foco na educação. “Essa entrega do OrCam MyEye ao Governo de Mato Grosso e à Seduc, revela que temos gestores preocupados com o social e com o bem-estar das pessoas. A qualidade que se ganha no processo ensino-aprendizagem é imensurável”, concluiu.

Nos próximos dias a Seduc irá encaminhar os dispositivos às Diretorias Regionais de Ensino (DREs), para que façam a distribuição e o treinamento para 62 estudantes e 42 profissionais da educação. “Já temos uma lista com os nomes desse público e vamos agilizar a entrega o mais breve possível”, comentou Lucia Santos, superintendente de Diversidades Educacionais da Seduc.

O Governo já planeja estender o benefício também para alunos cegos da rede municipal de ensino. Na ocasião, o governador Mauro Mendes solicitou à Seduc que faça um estudo para se conhecer a realidade no âmbito municipal. “Se conseguimos trazer essa tecnologia para nossos profissionais da Educação e seus alunos com deficiência visual, é justo estendermos esse benefício aos municípios”, argumentou Mauro Mendes.

OrCam MyEye 2.0

O aparelho tem câmera intuitiva acoplada à armação dos óculos do usuário que fotografa, escaneia e transforma textos de qualquer superfície em áudio instantaneamente, além de reconhecer rostos e produtos.

O dispositivo possui controle de velocidade, possibilitando a leitura de 100 a 250 palavras por minuto; permite escolher entre voz masculina e feminina; e tem comandos para pausar, adiantar ou retroceder a leitura. Tudo isso offline.

É a única tecnologia que reconhece até 200 produtos previamente cadastrados. Após o reconhecimento, retransmite a informação discretamente no ouvido do usuário. Sua bateria integrada tem duração contínua de 2 horas e necessita de apenas 20 minutos para o carregamento.

A OrCam é uma startup israelense, com sucesso reconhecido mundialmente, que vem desenvolvendo tecnologias para garantir visão artificial e melhor qualidade de vida às pessoas que sofrem de deficiência visual.