O Governo de Mato Grosso, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico de Mato Grosso (Sedec-MT), participa da 3ª terceira edição da Norte Show, maior feira agropecuária da região. O evento que começou na noite desta terça-feira (19.04), em Sinop, ocorre até a próxima sexta-feira (22.04). 

A Sedec conta com estande na feira, local onde os visitantes do evento podem conhecer as políticas públicas empreendidas pelo Governo para o desenvolvimento dos segmentos empresarial e rural, os incentivos fiscais que podem ser acessados, as diversas linhas de crédito ofertadas pela Agência de Fomento de Mato Grosso (Desenvolve MT), aprender sobre as culturas de pulses e sobre turismo do Estado. O espaço conta ainda com mesa de atendimento do Instituto Mato-grossense da Carne (Imac) e um quiz para interação com o público.

Presente na abertura da feira, nesta terça-feira, o secretário de Desenvolvimento Econômico de Mato Grosso, César Miranda, citou o objetivo de integrar o evento.

“Esse é um período importante para o agronegócio mato-grossense, e nós, enquanto Governo, aproveitamos a oportunidade desse grandioso evento para divulgar aos produtores agrícolas, industriais e empreendedores os serviços que a Sedec dispõe para recuperação, expansão e abertura de novos de negócios. Bem como, as oportunidades de investimentos que o Estado possui”, completa Miranda.

O secretário ressalta ainda que a atuação do Estado junto ao setor representativo é fundamental para estimular a atividade agrícola estadual, o que se traduz na ampliação da atividade econômica, e consequentemente, na geração de emprego e renda para Mato Grosso.

Norte Show

Nos quatro dias da feira, os participantes vão ter acesso a palestras, oficinas, workshops, demonstração de produtos, leilões, novidades em máquinas, implementos agrícolas e à tecnologia de ponta para o setor.

A Associação dos Criadores do Norte de Mato Grosso (Acrinorte) e Sindicato Rural, organizadores da feira esperam cerca de 40 mil visitantes em 2022. Neste ano, a expectativa é ultrapassar R $1 bilhão em negociações entre os parceiros e expositores.