A Controladoria Geral do Estado (CGE-MT) recebeu, na última semana, membros da diretoria da Associação dos Auditores e Controladores Internos dos Municípios de Mato Grosso (Audicom) para estreitar a parceria institucional  pelo aprimoramento da categoria e pelo fortalecimento da atividade nas Prefeituras e Câmaras Municipais.  

Devido à maturidade de atuação conquistada em 42 anos de trabalho, a CGE-MT se colocou à disposição da Audicom para firmar parcerias voltadas à capacitação e ao intercâmbio de experiências e informações para melhorar a fiscalização dos recursos municipais.

“Em relação a parte técnica, temos (CGE) todas as condições instrumentais para auxiliar os municípios a se estruturarem no formato estabelecido pelo Conselho Nacional de Controle Interno (Conaci) e a exercerem a atividade de forma fundamentada, solidificada e manualizada”, destacou o secretário-controlador geral do Estado, Emerson Hideki Hayashida.

O titular da Controladoria Estadual observou que um dos principais desafios do controle interno no momento é a mudança da perspectiva de atuação, de somente apontar erros e falhas para também ajudar a gestão pública  a resolvê-los.

“A auditoria para encontrar problemas está no DNA dos órgãos de controle interno, mas precisamos avançar, trilhar o caminho de prestar consultoria aos auditados para auxiliá-los a melhorar a gestão pública, ao oferecer aos gestores opções de solução dos problemas. Precisamos agregar valor à gestão pública”, pontuou Hideki.

Neste contexto, para o presidente da Audicom, Leonardo Luiz Artuzi, a parceria com a CGE pode ajudar os municípios a focar nessa nova perspectiva de trabalho.

“A atuação do controle interno é em sua essência de caráter preventivo. Contudo, a realidade das Unidades do Controle Interno, na maioria dos municípios, ainda dificulta que essa dimensão seja realizada com plenitude. Por essa razão, é sempre indispensável o aperfeiçoamento profissional por meio de capacitações e uso das novas tecnologias e softwares que possam garantir mais agilidade e qualidade nos processos de auditoria”, comentou.  

A Audicom ficou de levantar os temas de interesse dos profissionais municipais de controle interno para a CGE-MT definir um calendário de capacitações. A Controladoria de Mato Grosso também sinalizou positivamente quanto à cessão do Sistema de Controle Interno (SCI) aos municípios para gestão eletrônica dos produtos elaborados, assim que a nova versão do software, em desenvolvimento, ficar pronta.

A visita à CGE-MT teve ainda a presença do auditor substituto de conselheiro do Tribunal de Contas do Estado (TCE) Isaías Lopes da Cunha, que tem sido parceiro da Audicom no fortalecimento dos controles internos municipais.

Da Audicom, além do presidente, participaram a vice-presidente, Marina Silva Lago; a tesoureira, Luciana Duarte Felisberto, e a segunda tesoureira, Keila Martim. O secretário adjunto de Auditoria e Controle da CGE-MT, Joelcio Caires da Silva Ormond, acompanhou a agenda.