A prefeitura de Sorriso, a 420 km de Cuiabá, aprovou nesta segunda-feira (7) um novo decreto que torna o uso de máscara de proteção facultativo no município.

De acordo com o decreto, a regra vale tanto para ambientes fechados ou abertos, em locais públicos ou particulares.

A medida não vale apenas para as pessoas que estão infectadas ou com sintomas da Covid-19 no período de infecção.

O uso de máscara também está sendo discuto para todo o estado pela Secretaria de Saúde Estadual.

O secretário de Saúde Gilberto Figueiredo afirmou que aguarda a análise da equipe técnica da secretaria para decidir sobre a liberação ou não do uso obrigatório de máscara de proteção contra a Covid-19.

No início deste mês, um novo decreto de Nova Mutum, a 269 km de Cuiabá, retirou a obrigatoriedade do uso de máscaras no município.

De acordo com o secretário, a recomendação dos órgãos oficiais de saúde ainda é usar o item como forma de prevenção ao coronavírus, no entanto, ele afirmou que cada prefeitura tem autonomia para decidir o que deve ser feito no município.

“Eles têm autonomia para tomar decisão nos seus territórios. Eu sei que a máscara é desconfortável, que seria melhor sem. Não vou dizer que sou apaixonado por ela, mas precisamos tomar uma decisão à luz dos dados e dos pareceres da equipe técnica dos cientistas”, pontuou.

Nesta segunda-feira (7), segundo Gilberto, está marcada uma reunião com o governador Mauro Mendes e equipe técnica de saúde para discutir medidas de controle da pandemia.

O secretário disse ainda que, apesar de ter ocorrido uma redução substancial do número de casos da doença no estado, ainda é muito cedo para tomar uma decisão como essa e declarar que a pandemia chegou ao fim.