O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, anunciou em sua transmissão semanal em rede social, na noite desta terça-feira (8), que o uso de máscara em ambientes fechados será facultativo daqui alguns dias, caso os números relativos à covid-19 se mantenham satisfatórios.

“Nossos números são altamente satisfatórios, mas, ainda não nos permitem hoje retirar as máscaras. Não se resolve a pandemia por decreto, não é assim. Então, deixa a população cuiabana, que é participativa, politizada, inteligente, zelosa, deixa cada um decidir por si qual a melhor forma de enfrentar o vírus. A tendência é em poucos dias colocar como facultativa e cada cidadão decida qual a melhor forma de se defender, de proteger a si e a sua família da covid-19”, disse durante a live.

Na data desta terça-feira, a ocupação dos leitos de UTI Covid no Hospital Referência está em 26,6% dos leitos de UTI adulto, 20% dos leitos de UTI Pediátrica, 62,5% dos leitos de enfermaria adulto e nenhum leito de enfermaria pediátrica covid ocupado. O prefeito destacou ainda que Cuiabá é “um case de sucesso na vacinação” com mais de 90% da população adulta vacinada com duas doses, cerca de 50% dos adolescentes totalmente imunizados e quase 27% das crianças vacinadas com a primeira dose.

A capital do Estado acumulava, até o dia 7 de março, 127.005 casos da doença, tendo 122.806 cuiabanos recuperados. No total, rede pública e privada registraram 151 pessoas estavam internadas, sendo 40 em UTI e 111 em enfermaria (do total de internados, 62 são de Cuiabá, o que representa um percentual de  41%. Desde o dia 16 de abril de 2020, data de registro do primeiro óbito na capital pela doença, um total de 3.656 faleceram em razão da contaminação pelo vírus.

Na live, Emanuel Pinheiro lembrou que sempre preferiu atuar com prudência e responsabilidade, mesmo que tivesse que tomar decisões duras ao longo da pandemia. “Desde o começo desse pesadelo que tem sido a pandemia, que vitimou e dilacerou muitas famílias, eu sempre tenho me pautado pela prudência, pela responsabilidade e sempre priorizando o direito à saúde e à vida das pessoas. Sempre! Às vezes tomando muitas decisões que eu não gostaria de tomar. Mas, como prefeito da Capital, a responsabilidade e a honra de sentar nesta cadeira, me faz ter tomado algumas decisões, sempre orientado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e pelo Ministério da Saúde, além do nosso Comitê de Enfrentamento à Covid-19, formado por técnicos gabaritados, especialistas da Prefeitura de Cuiabá”, reforçou.

O Saiba Tudo Mato Grosso (MT) é um site sem vínculos partidários, sem preconceitos ideológicos e não está a serviço de grupos econômicos. O nosso valor é a qualidade da informação.