O preço da cenoura aumentou 124% em Rondonópolis, a 218 km de Cuiabá. Há dois meses, o quilo custava em média R$ 3,79, e nas últimas semanas o valor aumentou para R$ 8,49.

Já na região metropolitana de Cuiabá, a cenoura já é encontrada a R$ 15 e R$ 18 o quilo.

De acordo com a terceira edição do boletim Hortigranjeiros da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) divulgado no dia 17 deste mês, a cenoura, o tomate e a batata estão entre os itens mais caros.

A explicação está nas condições climáticas difíceis para os produtores, principalmente, da região Sul do país.

No restaurante do Leandro Moraes Ferreira, a cenoura tem perdido espaço. Ele contou que o preço da cenoura está mais que o dobro do que ele comprava anteriormente. “Tive que tirar ela um pouco do cardápio e acrescentar outros legumes que estão mais baratos no momento”, disse.

O reflexo dos preços é visto na feira da Vila Aurora, uma das principais de Rondonópolis. Somente uma banca vendia cenoura.

Além da dificuldade para encontrar, a feirante Ivânia Alves Barbosa dos Santos, disse que optou por não comprar e revender. “Não tem e não estão trazendo porque está caro”, contou.