Atletas apoiados por projetos de incentivo ao esporte, criados pelo Governo de Mato Grosso, estão se destacando cada vez mais nas competições que participam. Entre os projetos está o Olimpus MT, cujo edital foi lançado na semana passada, pela Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer (Secel). Os resultados do mais relevante programa financeiro para o desenvolvimento do esporte no Estado surgem a cada competição.

Os mato-grossenses Jânio Varjão e Wendel Gerônimo se tornaram campeões no Pan-Americano de Cross Country, no domingo (27.03), em Serra, no Espírito Santo. Ambos são bolsistas do Projeto Olimpus MT. E com o apoio dos Pontos de Esporte, no caso do Jânio, outro projeto vencedor da Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer de Mato Grosso.

Manuel Tsiwario, da etnia Xavante, o primeiro indígena a compor uma seleção brasileira de atletismo, conquistou medalha de bronze. O atleta, da terra Indígena de Sangradouro, da cidade de General Carneiro, em Mato Grosso, tem pouco mais de um ano de treinamento.

Manoel foi revelado pelo professor Sivirino Souza dos Santos, quando o treinador foi acompanhar uma competição na aldeia, em dezembro de 2020.

“Pensei muito se eu ia, porque era longe – 260 km -, perto do Natal e em um período de muita chuva, com trajeto de muita lama na estrada de terra. Acabei indo e o Manuel correu descalço e, aos 15 anos, fechou a prova de 10 km em 36:37. Fiquei impressionado”, lembrou o treinador.

Sivirino conta ainda que o atleta tem muitas dificuldades de comunicação e que nunca havia saído da aldeia e está aprendendo português e descobrindo um novo mundo.

“Coisas comuns para qualquer morador dos grandes centros estão sendo novidades para ele que nunca tinha viajado de avião, nunca tinha andado de escada rolante, de elevador, ou ficado em prédio como no hotel em Serra. Tudo é novidade para ele”.

Para o secretário de Cultura, Esporte e Lazer, Alberto Machado, esses são resultados muito expressivos, de atletas apoiados por projetos de incentivo ao esporte criados pelo Governo de Mato Grosso.

“Nosso esporte tem muito potencial e, daqui em diante, veremos cada vez mais campeões ganhando destaque em competições nacionais e internacionais. Parabéns a todos esses guerreiros e guerreiras que tanto nos orgulham. A propósito, a equipe feminina de goalball, da Associação Mato-grossense dos Cegos, contemplada no Projeto Ponto do Esporte, também foi campeã da Super Copa Brasil na modalidade, recentemente”, comemorou.

No total, a competição reuniu 371 participantes, com atletas do Canadá, México, Colômbia, Paraguai, Peru, Uruguai e Venezuela, além do Brasil. Dos brasileiros convocados, o país foi representado por atletas da Bahia, Ceará, Paraíba, Pernambuco, Rio Grande do Norte, Mato Grosso, Minas Gerais, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul, além do Distrito Federal.