O prefeito em exercício de Cuiabá, José Roberto Stopa (PV), assinou nesta quarta-feira (23) o decreto que torna facultativo o uso da máscara em locais fechados no município. A medida foi publicada na Gazeta Municipal.

No entanto, o decreto ainda obriga o uso obrigatório do acessório de proteção em unidades de saúde, escolas, hospitais. Idosos acima de 70 anos também devem continuar usando a máscara, de acordo com a medida, assim como imunossuprimidos, pacientes com comorbidades, pessoas que não se imunizaram contra a Covid-19 e quem esteja com sintomas gripais.

uso da máscara passou a ser facultativo, em Cuiabá, em locais como: transporte coletivo, eventos em geral, shoppings, igrejas, estádios, ginásios, supermercados e demais estabelecimentos comerciais.

Em live realizada na última terça-feira (22), o prefeito Emanuel Pinheiro havia antecipado a liberação do uso de máscaras na capital, mas sem dar detalhes.

Desde novembro do ano passado, o uso do acessório de proteção passou a ser facultativo ao ar livre.

O uso da máscara se tornou obrigatório em todo o estado no dia 13 de abril de 2020, como uma medida para frear o contágio da Covid-19.

Nas últimas 24h, Cuiabá registrou 101 infecções pela doença. O número de mortes, desde o começo da pandemia, já somam 3.665 mortes pelo vírus na capital.