Coordenadores pedagógicos e diretores das 39 escolas de tempo integral em Mato Grosso participaram, nesta quarta-feira (16.03), do Encontro Formativo realizado pela Secretaria de Estado de Educação (Seduc-MT). O evento foi realizado no auditório da Escola Estadual Liceu Cuiabano, em Cuiabá.

A proposta do encontro é resgatar os princípios educativos, sensibilizar, engajar e formar equipes gestoras, assim como divulgar os resultados do ensino integral pelo Brasil. Também participam da formação coordenadores de gestão e formação das 15 Diretorias Regionais de Educação (DREs).

“Estamos em um novo momento no Estado e esta formação é muito importante para que o modelo das escolas pedagógicas seja retomado. Isso contribuirá para que a gente possa potencializar o desenvolvimento e planejamento de expansão dessas escolas”, destacou a coordenadora do Ensino Médio, Fabiola Lopes.

De acordo com o secretário de Educação, Alan Porto, serão destinados R$ 17 milhões para investimentos em infraestrutura e parte pedagógica das escolas de tempo integral. Os recursos devem ser aplicados este ano e auxiliará também na implantação de laboratórios e mais tecnologia.

“O nosso plano de ação é fortalecer estas unidades, contribuir com o protagonismo e colocar em prática os sonhos dos nossos estudantes e, para isso, nós na condição de gestores, temos que dar as condições e ferramentas para que essa política tão importante venha a funcionar de verdade. Os recursos já estão assegurados e contaremos também com o apoio do Instituto Natura e Instituto Sonho Grande”, salientou o secretário.

A programação traz um panorama das escolas integrais no Brasil, Propostas de Expansão, Princípios Educativos e Modelos Pedagógicos que podem contribuir na condução do Projeto de Vida dos estudantes. As palestras são ministradas por educadores e profissionais vindos de São Paulo e da Paraíba, onde 65% da educação aplicada é a de tempo integral.

“O processo de formação, além de sensibilizar esses professores quanto à aplicação das temáticas, auxilia para que adquiram habilidades e competências formativas na busca dos sonhos destes alunos”, explicou Romário Farias, coordenador da rede de ensino estadual da Paraíba e especialista em Protagonismo Juvenil.

Exemplos dos bons resultados colhidos pela educação de tempo integral, Maria Eduarda e Maria Luiza, relataram as conquistas e mudanças na rotina e nas escolhas para o futuro. Elas são alunas do 3º ano do ensino médio, na Escola Estadual Governador José Fragelli (Arena da Educação) e desenvolvem vários projetos nas áreas de Ciências.

“Com o Projeto de Vida consegui programar a minha rotina, incluir a família em todo o processo e conquistar várias bolsas de iniciação científica. Os professores foram essenciais para que conseguíssemos tantas coisas boas”, disse Maria Luiza.

Maria Eduarda reforçou os aprendizados e as expectativas para que outros estudantes possam vivenciar esse formato na educação.

“No começo me assustei com a mudança, adaptação de horários e matérias diversificadas, mas hoje agradecemos por todas as oportunidades que tivemos e espero que alcance outros estudantes”, pontuou.

O Encontro Formativo segue até esta quinta-feira (17.03), com a abordagem sobre Acolhimento e Projeto de Vida, Ciclo de Acompanhamento, Apresentação da Pesquisa de Acompanhamento e Desenvolvimento Integral (PADI), Produção Científica nas Escolas Integrais e Matriz Curricular nas Diversas Etapas da Educação Básica.

“Essas formações trazem qualidade para o nosso trabalho enquanto gestor e possibilitam a troca de experiências entre as unidades escolares. O conhecimento adquirido nas escolas de tempo integral é fantástico e muda a vida dos estudantes”, ressaltou a diretora da Escola Estadual Pindorama (Rondonópolis), Hiliana de Carvalho.