A educação é um dos pilares importantes para ressocialização do reeducando, dessa forma, o ano letivo na Cadeia Pública de Colniza (1.065 km de Cuiabá) foi iniciado nesta semana. Ao todo, 12 reeducandos estão matriculados no 1º e 2º ano do ensino fundamental. 

As aulas na unidade são 100% de forma presencial e acontecem de segunda a sexta-feira, no período vespertino, das 13h às 18h30. Todos assistem às aulas uniformizados, uma forma de incluir eles na rotina escolar. 

O professor Cleberson Viana está à frente do trabalho realizado com os reeducandos e destacou o empenho que eles apresentaram logo nas primeiras aulas. 

“O interesse dos recuperandos é motivador, já foi possível notar em poucos dias que as aulas começaram. Eles estão sendo incluídos nesse mundo da educação e esperamos que quando saiam da unidade possam continuar empenhados e procurar o ensino para uma vida melhor”, destacou o professor. 

Antes a unidade não contava com uma sala de aula, e hoje essa realidade mudou, por meio de parceria com o Conselho da Comunidade de Cuiabá e o Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT), foi construída uma sala para o ensino dos recuperandos.

(Com supervisão de Julia Oviedo)