A Secretaria Adjunta de Administração Penitenciária (Saap) doou um aparelho de drone para o Grupo Especial de Segurança de Fronteira (Gefron) fortalecer as ações criminais comuns na faixa de fronteira de Mato Grosso. O aparelho foi um dos drones apreendidos neste ano durante tentativas de entregas de produtos ilícitos na Penitenciária Central do Estado (PCE).

A assinatura do Termo de Cautela de doação de um Drone DJI Phantom 4 ocorreu na tarde desta sexta-feira (11.02), na Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT), com a presença do secretário, Alexandre Bustamante, secretário adjunto de Saap, Jean Carlos Gonçalves e o coordenador do Gefron, tenente-coronel PM Fábio Ricas.

Conforme levantamento da Saap, os policiais penais aprenderam 25 aparelhos de drones e 495 celulares entre os meses de maio do ano passado e janeiro de 2022, somente na PCE. Os drones são utilizados por criminosos para fazer o transporte de celulares e entorpecente para os internos das unidades penais, ocorrência que costuma ser registrada nas unidades de Cuiabá, Sinop e Rondonópolis.

O secretário adjunto de Administração Penitenciária, Jean Carlos Gonçalves, destacou que já foram doados equipamentos para a Polícia Militar e Polícia Civil, além do Batalhão de Operações Especiais (Bope). “Alguns dos equipamentos apreendidos anteriormente estão sendo utilizados pelos próprios policiais penais para auxiliar na identificação e apreensão de drones que sobrevoam a unidade”.    

O coordenador do Gefron, tenente-coronel Fábio Ricas, disse que o drone será destinado ao setor de inteligência e vai ampliar as ações de combate aos crimes na faixa de fronteira. “Esse tipo de equipamento contribui para o reconhecimento de locais utilizados como rota do tráfico e transporte de veículos roubados e furtados na fronteira”. 

Números do Gefron

No primeiro mês desse ano, os operadores de fronteira fizeram a apreensão de 32 veículos roubados ou furtados que seriam levados para a Bolívia, além disso, apreenderam mais de 1 tonelada de pasta base e cloridrato de cocaína que estavam sendo trazidas para o Brasil.