Os produtores de soja de Mato Grosso têm até 15 de fevereiro para cadastrar as Unidades de Produção de soja da safra 2021/2022 junto ao Instituto de Defesa Agropecuária (Indea). Quem não se cadastrar, dentro do prazo legal, fica sujeito à aplicação da penalidade de multa, no valor de 10 UPFs.

Até quinta-feira (10.02), um total de 9.753 propriedades já tinham sido cadastradas, totalizando 7,5 milhões de hectares. Ao acessar o sistema online, o produtor deve atualizar o cadastro, anualmente, fornecendo todos os dados solicitados, incluindo nesta safra a data de início e término do plantio.

O cadastro é de suma importância para o Sistema de Defesa Sanitária Vegetal (Sisdev), já que é a ferramenta utilizada para conhecimento das áreas com cultivo de soja no Estado e planejamento das ações para prevenção e controle da Ferrugem asiática (Phakopsora pachyrhizi).

O produtor deve acessar endereço eletrônico https://vegetal.indea.mt.gov.br/SISDEV/, podendo ser realizado também nas unidades locais do Indea.

Conforme a Instrução Normativa Conjunta SEDEC/INDEA-MT nº 002/2021, de 07 de dezembro de 2021, o cadastramento ou a atualização do cadastro da unidade de produção de soja deve ser realizado, anualmente, até 15 de fevereiro, informando todos os dados solicitados no cadastro e as coordenadas geográficas da lavoura.