Policiais militares do 10 º Comando Regional salvaram uma criança de 14 anos que se afogava em uma lagoa após ser engolida por um bueiro , no início da noite de sábado (26.02), em Vila Rica. Após o resgate, o menino foi encaminhado sem ferimentos, mas em estado de choque ao hospital da região. 

 


Por volta das 18h, os policiais foram acionados para verificar uma situação de possível afogamento em lagoa que está sendo construída no bairro Tiradentes. Populares informavam que uma criança nadava na lagoa, quando havia sido puxada pela correnteza provocada por um bueiro nas proximidades do local devido à grande vazão de água após uma forte chuva que atingiu a cidade horas antes do fato.
 

 


De imediato, a equipe da Polícia Militar foi a lagoa e se deparou com uma aglomeração de pessoas, que desesperadas acenavam e gritavam por socorro; eles diziam que a criança estava presa dentro do bueiro, que funciona como vazante do excesso de água, para que não exceda o limite do reservatório, mas que devido ao grande volume de água a vítima estaria se afogando.
 

 

Os policiais de posse de uma corda e uma lanterna, identificaram que abertura do bueiro era de aproximadamente três metros de largura, entraram na lagoa e nadaram até a parte interna no bueiro, percebendo que o local tinha uma queda de água de 5 metros; parecido uma cachoeira. A criança foi localizada e estava em pânico, no local bastante escuro, o policial iniciou a verbalização com a vítima para acalmá-la. O menino gritava que “a água estava caindo em sua cabeça; que não conseguia respirar, que não queria morrer.” 

 

O policial militar conseguiu jogar a corda e orientou a criança a passá-la em sua cintura; e os policiais conseguiram amarrar a outra parte da corda no braço e puxar a vítima, que foi retirada do bueiro. Foi observado pela equipe da PM, que a criança dizia frases desconexas e que estava em visível estado de choque, os procedimentos de primeiros socorros foram feitos na criança que logo em seguida foi encaminhada ao Pronto Socorro da cidade. Os policiais em seguida foram localizar algum familiar da criança que precisava de um acompanhante responsável no hospital; localizando a avó do menino. 

 


A criança foi submetida a exames e passou a noite em observação médica. Depois do susto, familiares e a vítima conheceram ainda no hospital os policiais que o salvaram: sargento Daniel Henrique Pereira, soldado Jhonatan Romário de Almeida dos Reis e soldado Anderson Segalla Rohden.