Após se reunir com o segundo maior fundo de investimentos dos Emirados Árabes, o Fundo Mubadala, o governador Mauro Mendes irá apresentar nos próximos dois meses um portfólio de projetos e ações já em desenvolvimento que possam atrair recursos. Entre os projetos que foram mencionados pelo governador estão os processos que envolvem a cadeia do etanol, fertilizantes verdes, mercado de carbono e infraestrutura. 

A reunião, que aconteceu no início da tarde desta segunda-feira (21.02), em Abu Dhabi, na sede do Mubadala, foi conduzida pelo diretor executivo de Infraestrutura Tradicional, Saed Arar. 

“Temos um ‘bolso’ para qualquer oportunidade que nos apresentarem para parcerias e com o menor risco possível. Somos cuidadosos ao analisar os projetos, mas temos interesse em dar continuidade aos nossos investimentos no Brasil”, destacou Saed Arar, durante a reunião com o governador. 

Para Mauro Mendes, o encontro foi importante para abrir caminhos e prospectar oportunidades, tanto para o governo, como para os setores industrial e empresarial. 

“Vamos entregar os projetos em busca da ampliação e atração de investimentos. Esse é o papel do Estado, de desenvolver a economia e prospectar mercados para que seja possível que os potenciais e oportunidades existentes em Mato Grosso sejam desenvolvidos”, afirmou.

Também participaram da reunião os secretários Mauro Carvalho (Casa Civil), Cesar Miranda (Desenvolvimento Econômico) e Laice Souza (Comunicação), e Marcelo Andrade – representante da Pro Natura Internacional -, além da assessora de Assuntos Internacionais, Rita Chiletto, e o ajudante de ordens do governador, Ricardo Mendes.

Fundo Mubadala 

Esse é o segundo maior fundo dos Emirados Árabes Unidos e administra um portfólio diversificado de ativos e investimentos nos Emirados e no exterior. A Mubadala é um negócio de US$ 243 bilhões que abrange seis continentes com interesses em vários setores e classes de ativos. 

Com sede em Abu Dhabi, também possui escritórios em Londres, Rio de Janeiro, Moscou, Nova York, São Francisco e Pequim. 

Recentemente o fundo anunciou a conclusão da captação de seu primeiro fundo no Brasil, o Brazil Special Opportunities Fund I (BSOF I), com compromisso de investimento total de US$ 322 milhões (cerca de R$ 1,6 bilhão). Outro investimento no Brasil é no Metrô Rio e na empresa Metrô Barra, no Rio de Janeiro.