Agentes da Defesa Civil estadual e da Coordenaria Municipal de Proteção e Defesa Civil finalizaram, nesta terça-feira (22.02), o processo de análise das condições estruturais de 80 residências no município de Diamantino (a 208 km Cuiabá) que foram atingidas pelos alagamentos provocados pelas intensas chuvas. O resultado do laudo atestou segurança, nenhuma moradia apresenta risco e as famílias estão autorizadas a voltar para casa.

“Sobre a situação atual de todos os imóveis atingidos pelas inundações, não existe nenhum dano estrutural que ofereça risco aos moradores e todos estão aptos ao retorno. O trabalho da Defesa Civil continua, vamos finalizar o levantamento de danos na cidade”, afirmou o superintendente de Proteção e Defesa Civil estadual, tenente-coronel BM Luís Cláudio Cruz.

A equipe ainda permanece realizando os trabalhos para identificar outros danos causados pelas chuvas na cidade. Atualmente, foram detectadas destruição de pontes sobre o Rio Preto (na MT-240) e sobre o Rio Ribeirão Santo Antônio na (MT-160).

Com esses estragos estruturais, a Defesa Civil vai apresentar todo panorama da situação do Governo do Estado para homologação da situação de emergência, além de solicitar o reconhecimento do Governo Federal para contemplação de recursos financeiros para obras de reconstrução.

Todas as 80 famílias que tiveram suas casas afetadas pelas inundações e alagamentos receberam assistência humanitária do Estado, por meio de ações da Secretaria de Estado de Assistência Social (Setasc) que entregou 400 cestas básicas do programa Ser Família Solidário e 400 cobertores para ajudar as famílias afetadas.

Os moradores foram encaminhados para Centro Comunitário e hotéis na cidade, a partir do trabalho da Defesa Civil estadual que também investiu R$17 mil na compra de colchões, com previsão de entrega na segunda-feira (28.02). Toda ação conta com apoio e força trabalho dos servidores da prefeitura municipal.

Durante o atendimento aos desabrigados, não foi registrado nenhum caso grave de pessoas feridas e nem óbitos. Apenas registro de danos materiais com perda de eletrodoméstico e móveis dos moradores.

Serviço alerta de risco

A população pode receber avisos antecipada via SMS sobre chuvas. Os alertas incluem risco de inundações, alagamentos, temporais ou deslizamentos de terra, entre outras ocorrências. A população pode se cadastrar gratuitamente enviando um SMS para o número 40199 com CEP do local. Esse serviço de alertas é coordenado pelo Ministério da Integração, em parceria com a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) e operadoras de telefonia móvel.