As aulas do Programa Mais MT Muxirum terão início no dia 4 de abril em todo o Estado, com a expectativa de atender cerca de 30 mil pessoas em 2022. O Governo de Mato Grosso, por meio da Secretaria de Estado da Educação (Seduc-MT), investe R$ 14,7 milhões no programa, com o objetivo de erradicar o analfabetismo e ampliar o acesso à educação.

Conforme o secretário de Estado de Educação, Alan Porto, as atividades da equipe à frente do programa começam já no mês de março, com a busca ativa, formação de turmas, cadastramento dos alfabetizadores e de alunos com idade acima de 15 anos em todas as regiões do Estado.

“Queremos que esse número de alunos seja ampliado nos próximos anos, para poder reduzir ou mesmo zerar o índice de analfabetismo em Mato Grosso, que é de 6,2%, segundo dados do IBGE (PNAD-2019). Quando o tolerado pela Unesco é de apenas 3%. Além disso, esse percentual significa cerca 115 mil pessoas que precisam ser incluídas no processo educacional”, afirma Alan, acrescentando que o programa representa uma das ações prioritárias do Governo e tem como meta erradicar o analfabetismo até 2025.

“É uma visão de política pública social que pode ser feita por meio da educação. Nossa tarefa é ir atrás dos estudantes que, por algum motivo, desistiram de estudar ou que não tiveram a oportunidade de frequentar a escola na idade certa, assim, vamos interromper o ciclo de pobreza e ampliar as oportunidades de jovens e adultos”, explica o secretário.

O Programa Mais MT Muxirum foi retomado no ano passado, a partir do Decreto 1.107. Mesmo com as dificuldades ocasionadas pela pandemia da Covid-19, contou com a participação de 58 municípios e cerca de 10 mil alunos matriculados.

“Desde que foi instituído, no dia 15 de setembro, em parceria com os municípios, o programa se tornou um desafio e os nossos esforços têm sido diários no sentido de ampliar as adesões com prefeituras, câmaras de vereadores, lideranças comunitárias e religiosas”, pontua Manoel Sátiro Silveira, responsável pelo programa na Seduc.

No mês de março, a secretaria estadual deve fazer a conclusão do processo de seleção dos alfabetizadores e a indicação dos coordenadores locais. Em seguida, de acordo com o edital 001/2021, vai ser feita a capacitação dos alfabetizadores, entre os dias 21 e 31 de março.