Em uma semana, de 2 a 9 de janeiro, Cuiabá teve o aumento de 181% na ocupação dos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) exclusivos para a covid-19. Entre os internados na UTI, 45% são de outros municípios que vieram buscar atendimento em Cuiabá.

O aumento dos casos e das internações tem sido visto em todo o estado após as festas de fim de ano. Apesar do apelo da Secretaria de Estado de Saúde para que as prefeituras não realizassem festas de Réveillon, cidades como Chapada dos Guimarães (67 km ao norte da Capital) fizeram grandes festas com shows.

Em 2 de janeiro Cuiabá tinha 11 pessoas nas UTIs covid, o que aumentou para 31 pacientes internados neste domingo (9). O número geral de pessoas hospitalizadas pela covid-19 ou suspeita da doença também apresentou crescimento de 59,4%, saindo de 61 para 110.

No balanço das pessoas internadas – enfermaria e UTIs -, a maioria veio do interior. Das 110 pessoas internadas neste domingo, 60 eram de outras cidades, o que representa 54,54% do total, ou seja, moradores do interior são maioria das internações em Cuiabá.

Apesar do aumento das internações, não houve aumento expressivo nas mortes pela doença nesse período. Em uma semana, apenas duas pessoas faleceram em decorrência do vírus, ambos moradores de Cuiabá. No entanto, com o aumento dos casos e internações, especialistas afirmam que o número de mortes pode voltar a crescer em breve.

O Saiba Tudo Mato Grosso (MT) é um site sem vínculos partidários, sem preconceitos ideológicos e não está a serviço de grupos econômicos. O nosso valor é a qualidade da informação.