O Brasil registrou 204.854 novos casos de covid-19 em 24 horas, em um número recorde na pandemia, informou o Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) nesta quarta-feira (19). Com isso, o total de contaminados subiu para 23.416.748.

O estado do Rio de Janeiro informou que adicionou dados que estavam represados de outros dias por conta do apagão de informações nos sistemas do Ministério da Saúde. Mesmo assim, os números apontam a aceleração da crise sanitária no País.

Pelo segundo dia consecutivo, a média móvel dos últimos sete dias de infecções bateu recorde e chegou a 99.974. O estado de São Paulo continua liderando o ranking dos casos em valores absolutos, com 4.523.521 testes positivos.

Na sequência aparecem Minas Gerais (2.410.724), Paraná (1.742.893), Rio Grande do Sul (1.633.330) e Rio de Janeiro (1.528.551).

Foram ainda 338 vítimas no período, totalizando 621.855 mortes durante toda a pandemia. A média móvel dos últimos sete dias continua a subir e voltou a passar das duas centenas, com 212, maior número de 25 de novembro.

Também nesse caso, em números absolutos, São Paulo é o que tem mais mortes confirmadas, com 56.866. O estado é seguido por Rio de Janeiro (69.623), Minas Gerais (56.866), Paraná (40.951) e Rio Grande do Sul (36.564).