Os corpos dos irmãos Valentim e Vicente Costa, de 2 e 4 anos, estão sendo velados na tarde desta quarta-feira (27) em um cemitério de Cordovil, na zona norte do Rio de Janeiro. Há dois dias, os meninos foram carbonizados pelo próprio irmão na casa onde moravam, em Maricá, na região metropolitana do estado. O enterro está marcado para as 15h30.

Tudo aconteceu enquanto a mãe dos três estava no mercado. Ao saber do ocorrido, ela precisou ser amparada por equipes do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência).

Na data do incêndio, o adolescente de 16 anos fugiu para uma praia próximo à residência, mas foi capturado por moradores, que o seguraram até a chegada da polícia.

Já na Delegacia de Homicídios de Niterói, o jovem confessou ter ateado fogo propositalmente nas crianças, por elas serem filhas do ex-padrasto.

“Meu padrasto abandonou minha mãe, e ela estava em uma situação muito difícil. Ela ‘tava’ chorando o dia todo porque ele foi embora e eu decidi fazer isso porque os dois [Valentim e Vicente] são filhos dele”, afirmou o menor. 

De acordo com o Estatuto da Criança e do Adolescente, o acusado cometeu um fato análogo a crime. Ele foi encaminhado para uma audiência e pode ser internado em uma instituição para menores infratores. Em caso de medida socioeducativa, o jovem pode pegar uma pena máxima de três anos.