Anúncios

Um menino de cinco anos que foi retirado do morreu em um hospital na Polônia depois de comer fungos venenosos, e seu irmão está em estado grave, anunciaram seus médicos nesta quinta-feira (2).

Os meninos chegaram na Polônia em 23 de agosto com sua família e estavam em quarentena em um centro de imigrantes em Podkowa Lesna, perto de Varsóvia.

Os dois meninos e sua irmã de 17 anos foram hospitalizados em 26 e 27 de agosto. A menina recebeu alta alguns dias depois.

Segundo o portal de notícias OKO.press, o pai dos meninos, um contador, trabalhou para o britânico durante anos e a família foi retirada pelo exército polonês a pedido do Reino Unido.

Um porta-voz do Escritório de Imigração, que administra os centros de imigrantes na Polônia, disse no início da semana que cinco pessoas haviam solicitado atendimento médico por problemas no estômago, mas que não relataram terem ingerido fungos.

O porta-voz também negou uma matéria da imprensa segundo a qual as crianças comeram os fungos porque não estavam suficientemente alimentadas. Os imigrantes recebem “três refeições por dia”, disse.

As possibilidades de que seu irmão sobreviva “são negativas”, declarou o diretor do hospital CZD em Varsóvia, Marek Migdal.