Anúncios

A Toyota vai novamente paralisar sua produção local devido à falta global de insumos causada pela pandemia da Covid-19. A marca confirmou que a unidade de Sorocaba (SP) não terá atividade entre os dias 18 e 27 de agosto. Os trabalhadores afetados pela paralisação entrarão em férias coletivas neste período, com o retorno às atividades programado para o dia 30 de agosto.

Em Sorocaba a Toyota produz para o Brasil o Yaris (hatch e sedã) e o recém-lançado Corolla Cross. É a segunda vez neste ano que a marca interrompe os trabalhos nas unidades fabris. A primeira, no entanto, em março, a marca afirma que foi apenas para intensificar o isolamento social em um momento grava do descontrole da pandemia por aqui.

O SUV, aliás, registrou ótimos números de vendas nos últimos dois meses e se tornou o carro mais vendido da marca – lugar ocupado há anos pelo Corolla. Nessa unidade a Toyota ainda mantém também a produção do finado Etios, mas somente para exportação. O modelo saiu de linha por aqui em março deste ano.

Já a fábrica em Porto Feliz (SP), onde são feitos os motores 1.3 e 1.5 de Yaris e Etios, e o 2.0 flex do Corolla e Corolla Cross, será parcialmente afetada. Isso porque as demais unidades da Toyota no Brasil, em São Bernardo do Campo (SP) e Indaiatuba (SP), onde é produzido o Corolla sedã, permanecem com suas atividades normais.

A interrupção da produção de carros no Brasil por falta de peças continua a afetar as marcas no Brasil e no mundo. A Chevrolet, por exemplo, parou a fabricação da linha Onix e a Fiat, produziu só durante um turno por um curto espaço de tempo. Volkswagen, Renault, Hyundai e Honda também tiveram problemas.