Anúncios

Paulo José morreu aos 84 anos, na última quarta-feira (11), em um hospital particular, na cidade do Rio de Janeiro. Internado havia 20 dias, o artista apresentava um quadro de pneumonia. O ator veterano também lutava contra o avanço do Mal de Parkinson há mais de duas décadas. A informação da morte foi confirmada ao R7 pela assessoria de imprensa da TV Globo, emissora em que trabalhou nas últimas décadas.

“Um dos maiores nomes da nossa dramaturgia, como ator e diretor, e também dono de uma marcante, Paulo José é daqueles artistas de quem o público sempre se sentiu próximo. Nas últimas décadas, entrou em nossas casas por meio de uma infinidade de personagens que ficam, assim como ele, para a história”, diz um dos trechos do comunicado enviado pela emissora.

O texto ainda destacou a batalha do ator contra o Mal de Parkinson. “Sempre ativo e atuante, mesmo depois de descobrir o Mal de Parkinson, doença que o acompanhou por mais de 20 anos, Paulo José sempre esteve preocupado com a valorização do ofício de ator no Brasil, sendo nome de destaque na luta pela regulamentação da no final dos anos 70.”

O artista deixa a esposa, Dina Sfat, e quatros filhos: Ana, Bel e Clara Kutner e Paulo Henrique Caruso.

Trajetória

Paulo José Gómez de Souza nasceu no dia 20 de março de 1937, em Lavras do Sul, no interior do Rio Grande do Sul. O primeiro contato com o teatro aconteceu na infancia, ainda no colégio. A profissional, no entanto, começaria anos depois, no teatro amador, em Porto Alegre.

Anos depois, na década de 1960, ele foi morar em São Paulo. Na capital, o artista trabalhou no chamado teatro de arena. A primeira participação em montagem teatral foi em Testamento de um Cangaceiro (1961), de autoria de Chico de Assis.

Ao longo de 60 anos de carreira, Paulo José participou de diversos na TV: O Mapa da Minha (1993); Agora é Que São Elas (2003); Senhora do Destino (2004); Um Só Coração (2004) e JK (2006), Caminho das Índias (2009) e Morde & Assopra (2011).

O Saiba Tudo Mato Grosso (MT) é um site sem vínculos partidários, sem preconceitos ideológicos e não está a serviço de grupos econômicos. O nosso valor é a qualidade da informação.