Anúncios

O que era para ser apenas uma presença VIP em um aniversário para poucos familiares na zona oeste de São Paulo, acabou com fechamento da festa clandestina que contava com mais de 500 pessoas. A dupla sertaneja , que fez o show no aniversário da artista Lucyana Villar, alegou que foi enganada e vai entrar na justiça.

Isso porque, após ser acusada de fazer show clandestino em São Paulo na madrugada deste domingo (11/7), os músicos declararam que foram contratados para tocar em “uma pequena confraternização para familiares e amigos”, e seriam seguidos todos os decretos que regulam de pessoas, além da adoção dos protocolos de e que não haveria venda de ingressos.

De acordo com informações do portal UOL, a Secretaria de Segurança Pública do estado, a Vigilância Sanitária recebeu mais de 100 denúncias da festa realizada no bairro Jardins. Ainda de acordo com a pasta, foram cobrados ingressos de até R$ 1,6 mil. A força-tarefa foi realizada pelo Comitê de Blitze, composto pela Polícia Civil e Militar, Guarda Civil Metropolitana, Vigilância Sanitária e .

Em comunicado oficial enviado ao Notícias da , os músicos se defenderam da situação:

“A dupla Matheus & Kauan foi contratada para realizar uma presença VIP no aniversário de Lucyana Villar, no dia 10 de julho de 2021 em uma pequena confraternização para familiares e amigos. No ato da contratação foi afirmado pelo contratante que seriam seguidos todos os decretos que regulam concentração de pessoas, adotando protocolos de segurança e que não haveria venda de ingressos. Registra-se que a dupla realizou o teste no dia e o mesmo teve como resultado “Não Reagente”. Infelizmente a parte Contratante não respeitou o pactuado, efetuando venda de ingressos sem nenhum comunicado e autorização, bem como também desrespeitou o acordado no que tange ao número de pessoas no local”.

A nota informa ainda que o departamento jurídico que assessora os artistas adotará as medidas cabíveis.