Anúncios

Um grupo de pescadores do sul do Iêmen encontrou um raro dentro da carcaça de uma baleia cachalote.

Dentro do animal se depararam com 127 quilos de âmbar-gris, o “vômito” do cetáceo, que é usado na fabricação de perfume. Segundo o Independent UK a descoberta cerca de 1,1 milhão de , aproximadamente R$ 7 milhões. 

Os 35 foram avisados sobre o cadáver do animal flutuando no Golfo de Aden, com um pequeno barco o arrastaram para a costa e abriram o corpo.“Assim que chegamos perto dela havia um cheiro forte e tivemos a sensação de que aquela baleia tinha alguma coisa”, disse um dos pescadores à BBC.

O iemenita não identificado acrescentou: “Decidimos enganchar a baleia, levá-la até a costa e cortá-la para ver o que havia dentro de sua barriga e, sim, era âmbar-gris. O cheiro não era muito bom – mas muito . ”Âmbar-gris – conhecido como “ouro do vômito” ou “ouro flutuante” – é formado dentro dos intestinos dos cachalotes ao longo de muitos anos para produzir uma substância cerosa de cor cinza ou preta. É usado em fragrâncias para preservar o perfume. 

Os pescadores da vila de al-Khaisah concordaram em dividir os lucros no pedaço de âmbar cinza antes de vendê-lo por o equivalente a R$7 milhões, de acordo com o Middle East Eye.Um dos pescadores disse ao que eles foram para comprar casas, enquanto alguns planejam se casar agora que saíram da pobreza.

O Saiba Tudo Mato Grosso (MT) é um site sem vínculos partidários, sem preconceitos ideológicos e não está a serviço de grupos econômicos. O nosso valor é a qualidade da informação.