Anúncios

O laudo da Perícia Oficial de Identificação Técnica (Politec) apontou que a causa da morte do bebê encontrado enterrado sem os membros nesta semana, em Sorriso, foi traumatismo craniano.

O traumatismo craniano é provocado por forte impacto na cabeça, como uma paulada.

Um cachorro desenterrou parte do corpo da criança na última segunda-feira (17). Isso chamou a atenção de uma vizinha, que acionou as autoridades.

A mãe da criança, Ramira Gomes da Silva, de 22 anos, é a principal suspeita de ter cometido o crime, mas ela nega a autoria.

Ramira foi presa na manhã de terça-feira (18) em uma balsa na cidade de Porto Velho (RO), enquanto tentava viajar para o Amazonas. 

O caso está em andamento e a aguarda a emissão final do laudo pericial, que conterá detalhes sobre as lesões no corpo da criança. 

Os investigadores também aguardam a perícia realizada na residência da suspeita, que apontará se há vestígios de sangue humano, dentre outras informações. 

Uma equipe da Divisão de Homicídios da Delegacia de foi para Rondônia, onde a suspeita foi presa em cumprimento a mandado de prisão expedido pela 1ª Vara Criminal de Sorriso, para trazê-la ao estado. 

Segundo a Polícia Civil, ela deve chegar em nesta sexta-feira (21). Após a sua chegada, será ouvida pelo delegado que conduz a investigação, José Getúlio Daniel.