Anúncios

O preço do ovo subiu em devido ao aumento do milho usado para a das galinhas neste ano. O alimento se tornou um dos substitutos da carne bovina, que disparou desde o último ano.

A comerciante Rozanna Moreira de Oliveira, que faz chipas para vender, contou que pagava em torno de R$ 9 por uma cartela com 30 ovos cada. Agora está pagando cerca de R$15 na mesma quantidade.

A primeira alternativa, segundo ela, foi diminuir quantidade de ovos usados. Para fazer uma receita de aproximadamente 200 chipas, ela utilizava nove ovos e agora diminuiu para seis unidades.

“Acredito que esse ano quase dobrou o valor dele [ovo]. Eu comprava uma caixa de ovos e hoje eu compro a cartela, porque para mim sai mais em conta”, disse.

Com o valor alto, a comerciante precisou repassar os custos para os clientes e, mesmo assim, teve que se contentar com um lucro menor.

“Os clientes chegam e se assustam perguntando porque subi os preços de tudo, mas infelizmente eu tive que subir para manter a empresa”, explicou.

De acordo com o produtor Alex Heijiro Esaki, o preço do milho, que é o alimento para alimentar as galinhas, foi o fator do aumento de preço. Na granja dele, o valor do cereal mais que o dobrou em 12 meses.

“Para se ter uma ideia, no ano passado, uma saca de 60 kg custava R$ 46, hoje a mesma saca está custando R$ 93. O preço da embalagem também teve um aumento de 30%. Pra tentar diminuir o prejuízo, muitos produtores estão diminuindo seu plantel de aves”, explicou.

Outros itens devem permanecer em alta nos próximos meses. O economista Fábio Ferreira Junior dá dicas de como tentar economizar na compra do ovo.

“O ovo geralmente está associado ao hortifrúti, então é nos dias de promoção de hortifruti que o ovo também está, então é bom planejar e buscar comprar nesses dias. Tem a alternativa também de buscar a compra juntos às cooperativas de forma direta. Também mudar o cardápio, mudar a sua dieta para dar uma amenizada e não impactar tanto no orçamento”, afirma.