Duas mulheres, de 43 e 21 anos, foram presas em flagrante nesta quarta-feira (26.05), pela Polícia Civil em Rondonópolis, pelos crimes de tráfico de drogas e associação para o tráfico. De acordo com a investigação realizada pela Delegacia Especializada de Roubos e Furtos do município, as suspeitas integram uma associação criminosa responsável pelo lançamento de drogas para custodiados na Penitenciária Major Eldo de Sá Corrêa.

As prisões foram efetuadas nos bairros Jardim Maracanã e Jardim Morumbi. Com as investigadas foram apreendidas porções de maconha, uma balança de precisão e uma balestra, instrumento em formato de arco que era utilizado para jogar as drogas no presídio.

A DERF iniciou uma investigação para apurar o envio de entorpecentes à penitenciária em virtude do alto fluxo de apreensões de drogas e drones nas imediações da unidade prisional. Os investigadores apuraram que os envolvidos no lançamento de materiais ilícitos atuavam sempre com o mesmo modus operandi, soltando os produtos a certa altura soltando pesos com linhas resistentes ou cabos de aço para que os próprios presos conseguissem puxar os materiais para dentro do presídio.

Nesta terça-feira, uma das pessoas envolvidas na ação criminosa, que aprendeu a pilotar drones para cometer os atos ilegais, foi detido por policiais penais nas proximidades da penitenciária. A partir das informações obtidas, os investigadores chegaram até uma das mulheres, moradora do bairro Jardim Morumbi. Ao ser abordada nesta quarta-feira, ela se mostrou nervosa diante dos policiais e se contradisse, informando inicialmente que não tinha contato com o homem detido. Depois de ser confrontada com dados apurados pelos investigadores, ela confessou que teve contato com o suspeito e que ele guardou uma sacola na casa dela, cujo objeto foi identificado como uma atiradeira.

A suspeita informou também que deixou com uma sobrinha outra sacola, a pedido do do suspeito detido na terça-feira, porém, disse não saber o conteúdo do material.

Ao buscar pela segunda suspeita, no Jardim Maracanã, os policiais civis a avistaram acelerando uma motocicleta na frente da residência e entrou correndo na casa. A equipe seguiu atrás e flagrou a moça de 21 anos pegando uma sacola de dentro de uma sapateira. Ao checar o conteúdo, os policiais apreenderam porções de maconha já embaladas para serem jogadas no presídio, além de uma balança de precisão e uma embalagem plástica. Na geladeira foram encontradas outras porções de entorpecente.

As duas mulheres foram conduzidas à delegacia especializada e depois de ouvidas pelo delegado plantonistas foram autuadas em flagrante por tráfico e associação para o tráfico. Depois de passarem por exame de corpo de delitos, elas serão encaminhadas à unidade prisional feminina, onde aguardarão audiência de custódia do Poder Judiciário.

O Saiba Tudo Mato Grosso (MT) é um site sem vínculos partidários, sem preconceitos ideológicos e não está a serviço de grupos econômicos. O nosso valor é a qualidade da informação.