Anúncios

Investigadores da Delegacia da e do Adolescente Vítima (Dcav) prenderam em flagrante, na terça-feira (25/5), um homem identificado como Robério de Oliveira Pereira, o dono do “estúdio do terror”. No espaço, segundo a polícia, eram gravados estupros de crianças. As imagens eram distribuídas pelo criminoso.

As investigações apuram ataques a entre 8 e 10 anos, que teriam sido abusadas na casa de Robério, no Morro Santa Marta, em Botafogo, zona sul do Rio.

 rastreou os vídeos que mostram exploração sexual infantil e, por meio das imagens, chegou a Robério, que também vinha sendo vigiado. A partir disso, Robério foi identificado, o que revelou mandado de prisão expedido em 2018 e que segue em aberto.

A medida cautelar foi decidida pela Justiça em processo que apurou tentativa de feminicídio praticada em 2006 contra a companheira, então com 16 anos.

Robério foi preso por policiais da Dcav quando chegava à favela, onde tinha se refugiado. Ele confessou todos os crimes. As vítimas identificadas serão encaminhadas à rede de proteção para receber os cuidados médicos e psicológicos.