Anúncios

Em trâmite na de Mato Grosso (ALMT), o Projeto de Lei Complementar 13/2021 beneficia profissionais autônomos entre outros setores produtivos afetados diretamente pela da -19.

Autor da proposta, o deputado estadual Xuxu Dal Molin (PSC) defende que a redução da carga tributária é a forma mais célere para garantir a competividade do setor agrícola já que maior parte da produção do estado é escoada por meio de rodovias.

“As rotas rodoviárias mais deficientes são mais sensíveis à variação do preço do combustível. Exemplo prático é BR-163 que conecta o estado de Mato Grosso ao terminal hidroviário de Itaituba (PA) que apresenta um rendimento de consumo menor se comparado ao destino do Porto de Santos (SP)”, avalia.

Ainda de acordo com o parlamentar, “os seguidos reajustes praticados pelas refinarias resultaram no aumento de 22,50% no custo do transporte terrestre. Outro derivado de petróleo que registrou aumento significativo foi o ‘gás de cozinha’ que encerrou 2020 com acréscimo de 9,24%, bem acima da inflamação daquele mesmo ano que foi de 4,25%”.

“No caso do de cozinha, estamos falando de um produto usado principalmente por pessoas de menor poder aquisitivo. Diante disto é necessário que se dê alívio para essas famílias prevendo mecanismos, ainda que temporários, de redução do valor final deste produto”, assinala Xuxu Dal Molin.

O Saiba Tudo Mato Grosso (MT) é um site sem vínculos partidários, sem preconceitos ideológicos e não está a serviço de grupos econômicos. O nosso valor é a qualidade da informação.