Anúncios

Alexsandro Leite e Giovane Matos da Silva são os policiais penais que morreram em um acidente registrado no início da tarde da última terça-feira (06) na BR-163, em Diamantino (208 km de Cuiabá).

O acidente, que foi registrado no km 527 por volta das 13h, envolveu uma caminhonete do Sistema Penitenciário e uma carreta Scania.

Na batida, dois agentes morreram, um terceiro ficou gravemente ferido e o motorista do veículo de grande porte sofreu uma fratura no braço.

Segundo informações da Secretaria de Estado de Pública (Sesp), os agentes estão lotados na Cadeia Pública de Alta Floresta.

Armas foram furtadas

Quatro armas foram furtadas dos dois policiais penais, que morreram no grave acidente.

O deputado estadual João Batista (PROS), que é policial penal de e da Comissão de da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (AL-MT), disse que irá cobrar investigação sobre o fato.

Essa não é a primeira vez que acontece. Vamos cobrar por meio da Comissão de que haja investigação”, destacou o deputado.

Para Batista só uma pessoa sem caráter tem essa capacidade de tirar algo ‘das mãos’ de quem está morto.

“Primeiro porque a arma estará na mão de pessoas que não estão autorizadas. Segundo que você já está numa cena horripilante que pessoas perderam a vida e ainda tem gente com esse tipo de caráter para chegar e furtar a arma”.

Cada agente tinha duas armas. Uma pessoal e uma do Estado, para trabalho.

O Saiba Tudo Mato Grosso (MT) é um site sem vínculos partidários, sem preconceitos ideológicos e não está a serviço de grupos econômicos. O nosso valor é a qualidade da informação.