Anúncios

Por causa do aumento na taxa de infecções por na , apesar das restrições mais rígidas no país, o ministro das Finanças, Olaf Scholz, advertiu que não deverá haver alívio no antes do final de maio.

“Precisamos de um cronograma para voltar à vida normal, mas deve ser um plano que não terá que ser revogado depois de alguns dias”, disse Scholz.

Segundo ele, o governo federal deve ser capaz de delinear “passos claros e corajosos rumo à abertura” para o final de maio, permitindo que os restaurantes ajustem seus planos de reabertura.

A Alemanha está lutando para conter uma terceira onda de infecções pela doença, com os esforços concentrados para conter a variante B117, que surgiu pela primeira vez no .

Além disso, o país também corre para acelerar seu plano de imunização. Segundo o Our World in Data, o país já aplicou cerca de 25 milhões de doses de vacinas contra a Covid-19.