Anúncios

Elissandro da Silva Martins, 39 anos, conhecido como “Hip-Hop” em Rondonópolis, foi assassinado com pelo menos 15 tiros, na última segunda-feira (15), no município de Altônia – PR.

Figura popular no meio criminal da cidade, o indivíduo ficou conhecido, entre tantos crimes, por ter atropelado e matado uma dona de casa aposentada em 2015, no bairro Buriti, enquanto trafegava em alta velocidade em uma motocicleta.

Além disso, Elissandro já havia sido preso pelos crimes de de quadrilha, roubo, resistência, receptação, entre outros.

O criminoso havia se mudado de Rondonópolis, pois, conforme informações, entrou para uma facção criminosa que foi dominada por um grupo rival na cidade.

A Morte

`Hip-Hop´ foi alvejado por ao menos 15 disparos ao descer pela porta do motorista de seu veículo, um VW Saveiro preta, em frente a sua casa, segundo a Polícia Civil.

Ele não teve sequer a chance de reagir e o corpo caiu ainda junto a porta aberta do veículo. Já o comerciante Everson da Silva, de 28 anos, o Pelé, que estava no carona, foi atingindo por um único disparo e caiu a poucos metros do veículo já sem vida

Conforme o delegado da de Altônia, Reginaldo Caetano, Everson morreu ‘de graça’.

 A vítima era proprietária de um lava-jato na cidade e acompanhou Elissandro Martins até a casa deste para voltar com a Saveiro, que seria lavada.

Everson estava no banco do passageiro e possivelmente ao ouvir os disparos se assustou, saiu do carro e correu. Ele caiu ainda no asfalto quando tentava fugir dos criminosos.