Com o agravamento da pandemia e o desabastecimento de peças no Brasil, sete montadoras de veículos decidiram suspender a produção nos próximos dias: Toyota, Nissan, Volkswagen, Mercedes-Benz, Nissan, Volvo e Scania.

A maioria das companhias vai dar férias coletivas aos funcionários que atuam dentro das fábricas e manterá a equipe dos escritórios em home office.

A Toyota informou que vai suspender a produção de veículos no Brasil a partir da próxima segunda-feira (25), após medidas de isolamento social tomadas por governos municipais.

Com 5.600 funcionários no Brasil, a companhia afirmou que tomou a decisão em conjunto com sindicatos de trabalhadores das fábricas paulistas localizadas em São Bernardo do Campo, Sorocaba, Porto Feliz e Indaiatuba.