Anúncios

De todas as cores, tamanhos e brindes, os ovos de costumam chamar a atenção dos consumidores. Nesta época do ano, é comum sentir vontade de comprar a guloseima e comemorar a data tradicionalmente, mas vale lembrar que sempre dá para economizar e encontrar uma opção alternativa aos preços altos do mercado. Por isso, o Procon Mato Grosso separou algumas dicas para os consumidores que não abrem mão do chocolate e nem do consumo consciente.

A coordenadora de Relacionamento com os Municípios e Educação para o Consumo do Procon-MT, Cristiane Vaz, salienta que a comemoração da data não pode dar lugar ao consumo sem planejamento prévio. Por isso, é importante elaborar antecipadamente uma lista das pessoas que deseja presentear e revisar essa lista antes de realizar as compras.

Conforme Cristiane, também é essencial analisar seu orçamento e estabelecer limites financeiros claros para os gastos. “Evite compras por impulso e seja realista com o valor que pode gastar”, alerta.

A coordenadora lembra ainda que há muitas opções de ovos de Páscoa nas prateleiras. Entretanto, o consumidor não pode esquecer que existem alternativas mais econômicas e que rendem mais chocolate e menos gastos, como a troca de ovos de Páscoa por barras de chocolate, por exemplo.

“A Páscoa também é um momento em que se pode exercitar a , fazendo os próprios ovos com a criançada, aproveitando momentos divertidos em casa. Podemos, ainda, presentear alguém especial com chocolates artesanais, adquirindo opções caseiras, ou até mesmo em outros formatos, que podem sair bem mais em conta”, destaca a coordenadora. 

Lembre-se: exija nota fiscal, confira as datas de validade e certifique-se da qualidade do produto. Se puder, antecipe suas compras e dê preferência aos horários de menos movimento (das 13h às 17h). Permaneça atento às medidas de proteção à -19, usando máscara, higienizando as mãos e mantendo distanciamento social. 

Confira o vídeo do Procon-MT

O Saiba Tudo Mato Grosso (MT) é um site sem vínculos partidários, sem preconceitos ideológicos e não está a serviço de grupos econômicos. O nosso valor é a qualidade da informação.