Anúncios

Andreas Flaten já não estava satisfeito com o seu trabalho, e a gota d’água foi perceber que o ambiente havia ficado tóxico. Ele já não pertencia mais àquela oficina mecânica em Fayetteville (Geórgia, ). Resolveu pedir as contas e entrou em aviso prévio de duas semanas, em novembro do ano passado. Mas a “audácia” do pedido de demissão não ficaria impune. Primeiro, o (US$ 915, ou R$ 5.145, por 15 dias de trabalho) demorou a ser pago.

Em janeiro, o mecânico, de mãos vazias, procurou o Departamento de Trabalho da Geórgia e apresentou queixa pelo calote. Pressionado, semanas depois, o dono da empresa A OK Walker Autoworks concordou em acertar as contas. Porém, em retaliação, o patrão decidiu pagar o último salário devido a Andreas só com moedas de 1 centavo de dólar!

Um monte delas foi deixado na entrada da casa de Andreas, todas sujas de graxa, para deixar bem marcado de onde vieram. Para encerrar o assunto, foi anexado um envelope com mensagem “F…-se”.

O ex-funcionário juntou as moedas em um carrinho de mão em sua garagem e passou algumas noites tentando limpá-las com uma solução de sabão em pó, vinagre e água. Ele classificou a atitude do antigo patrão como “criancice”.

“Se eu fiz as contas corretamente, são 91.500 moedas de 1 centavo, que devem chegar ao peso de cerca de 504 (228 quilos)”, disse o americano à Fox 13 News.

“Vou levar horas e horas para limpar esse dinheiro para que possa até mesmo ser gasto. Definitivamente não é justo”, completou o mecânico.

O Saiba Tudo Mato Grosso (MT) é um site sem vínculos partidários, sem preconceitos ideológicos e não está a serviço de grupos econômicos. O nosso valor é a qualidade da informação.