Anúncios

Mato Grosso se mantém como o pior Estado no ranking da Inloco, que mede a adesão da população ao distanciamento social, medida fundamental para redução do contágio da Covid-19 e, por consequência, o número de mortes.

Hoje (25.03), com registro do levantamento obtido de quarta-feira (24.03), o índice do distanciamento chegou em 28,7% e o número de óbitos no Estado alcançou o patamar de 7.095 vítimas da doença, conforme o boletim epidemiológico da Secretaria de Saúde (SES).

“A comunidade científica é enfática ao afirmar que o isolamento social é comprovadamente uma das medidas mais eficazes para reduzir o contágio da Covid-19. Mas o que estamos vendo é a população nas ruas e promovendo aglomerações, quando o que mais precisamos é que todos pratiquem o isolamento social e cumpram as medidas de ”, afirmou o secretário-adjunto de Vigilância Sanitária, Juliano Melo.

Na quarta-feira, o boletim epidemiológico apontou que a taxa de ocupação de leitos de Unidade de Terapia Intensiva () está em 97%, e de 64%, para enfermarias. Os 3% de leitos de UTI restantes são de retaguarda, ou seja, para pacientes já internados nas unidades hospitalares.

“Com o distanciamento reduzimos o número de internados e, consequentemente, o número de pessoas que podem vir a morrer por complicações da Covid-19. Essa prática foi confirmada em países como Portugal e também em regiões do Brasil que conseguiram obter o controle da doença e reduzir os índices negativos”, pontuou Juliano.

Único abaixo de 30%

O Estado é o único do país que está com índice de isolamento social abaixo dos 30%. Nas primeiras colocações estão o Acre (47,7%), Pará (44,5%) e (43,5%). Logo acima de Mato Grosso estão (32,1%), (33,3%) e Rio de Janeiro (33,4%).

O Saiba Tudo Mato Grosso (MT) é um site sem vínculos partidários, sem preconceitos ideológicos e não está a serviço de grupos econômicos. O nosso valor é a qualidade da informação.