Anúncios

A Secretaria de Estado de Educação (Seduc-MT) já liberou, neste mês de fevereiro, recursos descentralizados para 11 escolas, no total de R$ 323.267,56. O valor é destinado a manutenções preventivas e corretivas.

Para ter acesso ao recurso descentralizado, o diretor da unidade escolar precisa realizar o pedido para a Seduc, pela internet. Cada unidade pode solicitar recurso a cada seis meses e o valor máximo de cada parcela é de R$ 33 mil.

Este ano já foram beneficiadas escolas de Cuiabá, Várzea Grande, Campo Verde, Nobres, , Primavera do Leste, Tangará da Serra, Nossa Senhora do Livramento (duas escolas), Nova Olímpia e .

Secretário de Estado de Educação, Alan Porto enfatiza que todas as escolas podem solicitar este recurso para pequenas intervenções que visam garantir um ambiente com mais qualidade. “Além dos recursos para reformas e construção de novas escolas, temos esta opção do recurso descentralizado, que tem a liberação mais ágil, pois visa justamente atender as demandas mais urgentes”.

Para solicitar recursos

Para conseguir a liberação dos recursos, os diretores das escolas precisam fazer a solicitação  via sistema SigEduca, módulo de Gestão de Estrutura Escolar (GEE), no site da Seduc (www.seduc.mt.gov.br).

É necessário enviar um requerimento apontando os motivos e justificativa pelos quais necessita do recurso. São exigidos três orçamentos dos materiais e ou serviços a serem realizados.

O responsável também tem que inserir fotos que comprovem a necessidade do recurso, entre outras determinações.

Entre os serviços que podem ser feitos com este recurso está a manutenção de cozinhas e banheiros, as chamadas áreas molhadas.

Também pode ser utilizado para adequação ou substituição pontuais de forro e pendurais, reparos pontuais no revestimento cerâmico, parte elétrica e hidráulica, em muros, cercas, alambrados, além revitalização da pintura, entre outros.

Telhado, piso, pintura

Das 11 escolas que já tiveram os recursos liberados, três vão trocar o telhado. A Escola Feliciano Galdino, em Nossa Senhora do Livramento terá R$ 32.741,00. A Escola Manoel Correa de Almeida, em Várzea Grande, vai receber R$ 32.838,50.  E para a Escola Estadual Waldemon Moraes Coelho, de Campo Verde, são mais R$ 31.127,00.

Em Cuiabá, o pedido foi feito pela direção da Escola Estadual Mário de Castro. Apesar do novo prédio prestes a ser entregue, com 1.700 vagas, o prédio antigo da unidade ainda será mantido para atender toda a comunidade. Os recursos são para o prédio antigo.

O valor liberador foi de R$ 32.976,00 para colocação de tela de proteção na cobertura da quadra, para evitar que pombos continuem fazendo ninhos no local.

Já a Escola Estadual José Cassemiro de Pinho, localizada na zona rural de Nossa Senhora do Livramento, no Distrito de Pirizal, terá R$ 26.862,00 para construção de um posto artesiano, garantindo água para a unidade.

Em Serra Nova Dourada a escola beneficiada foi a Antônio Carlos Moura. O recurso de R$ 32.934,00 é para investimento na manutenção da infraestrutura.

A Escola Estadual Jada , de Tangará da Serra, recebeu R$ 32.997,80 que serão investidos na recolocação de piso cerâmico nas oito salas de aula existentes.

Em Poconé, a beneficiada foi a Escola Estadual Antônio João Ribeiro. Os investimentos de R$ 29.383,21 serão para a troca do piso de duas salas de , do banheiro, cozinha e corredores.

Outros R$ 27.124,50 foram liberados para a Escola Estadual Nilo Póvoas, localizada em Nobres. A solicitação foi para revitalizar e reorganizar o prédio.

Também teve verba liberada este ano a Escola Estadual João Ribeiro Vilela, de Primavera do Leste. São R$ 12.483,80 para realizar obras de adequação do pátio, melhorando o ambiente da quadra esportiva.

Mais informações

Telefone (65) 99669-6787 (WhatsApp) ou pelo e-mail recurso.descentralizado@educacao.mt.gov.br