Anúncios

Uma mulher, que não teve a identidade revelada, foi presa nesta segunda-feira (09) após  ser acusada de tentar matar o marido e torturar a própria filha, que tem síndrome de Down, em uma casa do Residencial Granville I, no município de Rondonópolis (216 km de ). A suspeita faz o uso de medicamentos controlados, no entanto, em dosagens descontroladas e misturados com álcool.

De acordo com o boletim de ocorrência, o marido da suspeita teria chamado a denunciando uma ameaça com uso de arma branca. No local, o homem relatou aos militares que teria chegado do trabalho e enquanto preparava o almoço para ele e para a filha, começou a ser ameaçado e xingado pela esposa.

Em determinado momento, a suspeita teria pego uma faca e partido pra cima do marido, que só conseguiu escapar porque fugiu para a rua e acionou a polícia.

Além das agressões protagonizadas pela esposa contra o seu companheiro, o mesmo relatou aos militares que sua filha, que tem de síndrome de Down, é constantemente agredida fisicamente e com xingamentos.

Para comprovar o depoimento feito polícia, o homem entregou vídeos onde a esposa agride a filha do casal. Em uma das filmagens é possível ver a mostrando ferimentos no antebraço esquerdo, que teriam sido feitos pela “mamãe”.

Ainda segundo o relato do denunciante, a suspeita faz o uso de medicação controlada, no entanto, não ingere conforme a recomendação médica e além disso, toma dosagens maiores do que a recomendada, misturadas com bebidas alcoólicas.

Diante do ocorrido, a suspeita, juntamente com o marido foram encaminhados à 1ª Delegacia de Polícia do município, onde a ocorrência foi registrada.

A mulher deve responder na Justiça pelos crimes de tortura, cometido contra criança, ameaça e tentativa de homicídio.