Anúncios

Um rapaz, de 21 anos, foi até a 33ª Delegacia de Polícia do Rio (Sulacap) para acusar Anderson Leonardo, vocalista do grupo Molejo, de estupro. Segundo informações do colunista Alessandro Lo-Bianco, do programa ‘A Tarde É Sua’, da RedeTV!, o jovem alega que o usou da violência para praticar o crime.

Em depoimento na delegacia, ele relatou que no dia 11 de dezembro Anderson marcou uma reunião, mas em vez de ir para algum local onde eles iriam tratar sobre trabalho, o pagodeiro o levou para um motel chamado ‘Queen’ e disse: “Calma, é uma reunião sigilosa que pode mudar a sua carreira”.

A vítima ainda contou que Anderson o jogou na cama dizendo: “Não chora seu filha da puta, sua vagabund* piranh*”. Na sequência, ele teria arrancado sua roupa. Ao dizer que era viagem, Anderson se irritou e respondei: “Put* não é virgem”.

O rapaz afirma que Anderson não usou camisinha nem lubrificante. Com dificuldade para penetrá-lo disparou: “Por que você que é put*, piranh*, eu não consegui enfiar meu pa* em você”.

Assim que terminou o ato, Anderson teria se arrependido e disse: “Que merda que eu fiz”.

Para as autoridades, o jovem contou que tem como prova uma cueca que contem manchas de sangue e que ali é identificado também vestígios de esperma deixados por Anderson.

Por meio de nota oficial, o cantor disse que foi surpreendido com as notícias que circularam na imprensa a seu respeito.

lamenta profundamente as declarações envolvendo seu nome, refutando qualquer ato de violência contra quem quer que seja, negando categoricamente a acusação completamente falsa de agressão sexual feita em seu desfavor. Em mais de 30 anos de vida pública, jamais tivera seu nome ligado a qualquer ato criminoso ou que viesse a desabonar ou macular a sua imagem e carreira, seja de sua vida profissional ou pessoal”, disse um trecho da nota.

O Saiba Tudo Mato Grosso (MT) é um site sem vínculos partidários, sem preconceitos ideológicos e não está a serviço de grupos econômicos. O nosso valor é a qualidade da informação.