Anúncios

Durante visita às obras da Escola Técnica Estadual (ETE) do município de (240 km de Cuiabá), o governador , acompanhado do secretário de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação (Seciteci), Nilton Borgato, garantiu a entrega da obra até julho deste ano e que a unidade vai funcionar com gestão militar. A visita ocorreu na terça-feira (09).

Na ocasião, o governador ressaltou que ao assumir a gestão existiam cerca de 500 obras paralisadas em , entre elas, oito escolas técnicas. A unidade de Primavera do Leste ficou paralisada por quase oito anos e ao assumir a gestão, Mauro Mendes firmou o compromisso de retomar e conclui-la.

“Agora com a obra já retomada, a expectativa é concluir até julho deste ano. Esta será a melhor e maior . Uma importante iniciativa na área da educação. Além de funcionar a escola militar, com o apoio da Seciteci, com a gestão do secretário Borgato, vamos oferecer cursos profissionalizantes para atender a demanda do mercado e contribuir para o desenvolvimento da região”, reforçou.

De acordo com o secretário da Seciteci, Nilton Borgato, a obra está com 85% de execução, caminha para etapa final de acabamento e vai atender pelo menos 1,4 mil estudantes.

“Esta obra foi retomada em julho de 2019, porém, por conta da pandemia, ocorreram diversos decretos de isolamento, e acabou atrasando o andamento dos serviços. Mas os trabalhos continuaram e agora a obra segue para os acabamentos, com previsão de entrega até início do segundo semestre deste ano”, informou.

Com investimentos de aproximadamente R$ 13 milhões, a ETE está sendo construída no Bairro Castelândia e segue o modelo padrão do Ministério da Educação (MEC). Além dos recursos para a construção, está previsto investimento de R$ 1 milhão em equipamentos.

A obra estava suspensa por falta de repasse de recursos do Governo Federal, que deveriam ter sido concedidos por meio do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE). Em função da crescente necessidade de mão de obra na região, o Governo do Estado designou recursos da ordem de R$ 2,25 milhões para retomar e concluir a construção.

De acordo com o secretário da Seciteci, o convênio da obra era de 2009 e já não dispunha mais de recursos para finalizar a construção. “O governador teve a sensibilidade e o comprometimento com a região para finalizar as obras dessa importante unidade de ensino, que deverá atender a comunidade a partir do início de 2022”, garantiu ele.

O novo prédio contará com 12 salas de aula, 11 laboratórios, um laboratório especial, um auditório com capacidade para 150 pessoas, quadra poliesportiva, biblioteca, centro de vivências (refeitório e jardim), além de salas para o administrativo pedagógico. Ao todo, a nova escola técnica terá área de 5.577 metros quadrados.