Anúncios

De acordo com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), apenas 34.590 dos 93 mil inscritos na edição piloto do () fizeram a prova. Esse número representa 68,1% de abstenção.

No primeiro dia de aplicação, os estudantes fizeram as provas objetivas de linguagens e humanas, com 45 questões cada, além da redação, que foi feita à mão. Na semana que vem, as provas serão sobre matemática e ciências da natureza. 

Logo após o início das provas em todo o Brasil, o , Milton Ribeiro, informou o tema da redação: “O desafio de reduzir as desigualdades entre as regiões do Brasil”. 

No primeiro dia de aplicação do exame digital, houve registro de atrasos no começo das provas e problemas técnicos que deixaram participantes sem poder fazer o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). 

Apesar de a prova digital não exigir conexão com a internet, o sistema de aplicação apresentou falhas. De acordo com o diretor de Tecnologia e Disseminação de Informações Educacionais do Inep, Camilo Mussi, a falha ocorreu por problemas de um dos servidores na transmissão das provas para os computadores.

O participante impedido de fazer o Enem Digital deve pedir a reaplicação da prova. Embora a reaplicação da prova digital não esteja prevista pelo Inep, será possível fazer a prova nas mesmas datas de reaplicação da prova escrita, previstas para 23 e 24 de fevereiro.

O presidente do Inep enfatiza, ainda, que os participantes que não conseguiram fazer a prova no dia 31 poderão, caso desejem, fazer as provas no próximo domingo (7) e pedir para fazer apenas o primeiro dia do exame na data da reaplicação.