Anúncios

A taxa média de no país ficou em 13,5% em 2020, frente a 11,9% em 2019, mostra a Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua), divulgada nesta sexta pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Esta é a maior taxa média anual desde o início da série histórica da pesquisa. Até então, o pior desempenho tinha sido registrado em 2017 (12,7%). O resultado ficou em linha com a mediana das expectativas de 26 consultorias e instituições financeiras ouvidas pelo Valor Data, que também era de 13,5%. As projeções iam de 13,2% a 13,9%.

No quarto trimestre, a taxa de nacional foi de 13,9%. É também a maior taxa para o período o início da série histórica. A taxa está acima dos 11% do quarto trimestre de 2019, mas abaixo da taxa de 14,6% do terceiro trimestre. Sazonalmente há redução da taxa de desemprego no fim do ano.

O resultado ficou pouco abaixo da mediana das expectativas de 26 consultorias e instituições financeiras ouvidas pelo Valor Data, que apontava para 14%. O intervalo das projeções ia de 13,6% a 15,5%.

Em 2020, a média anual de desempregados ficou em 13,4 milhões, 6,7% a mais que em 2019, ou 840 mil pessoas a mais. É o maior contingente também já registrado desde 2012. O grupo é formado por pessoas de 14 anos ou mais que buscaram emprego, mas não encontraram.

No último trimestre de 2020, o país tinha 13,9 milhões de desempregados. O número representa uma estabilidade frente ao terceiro trimestre, segundo o IBGE (14,1 milhões de pessoas) e alta 19,7% em relação a igual período de 2019 (2,3 milhões de pessoas a mais).

No quarto trimestre, a população ocupada (empregados, empregadores, funcionários públicos) era de 86,2 milhões de pessoas. O número é 4,5% maior terceiro trimestre (3,7 milhões de pessoas ocupadas a mais) e 8,9% inferior ao do quarto trimestre de 2019 (8,4 milhões de pessoas a menos).

Já a força de trabalho – que soma pessoas ocupadas ou em busca de empregos com 14 anos ou mais de idade – estava em 100,1 milhões no quarto trimestre, 3,7% a mais do trimestre anterior (3,5 milhões de pessoas a mais) e 5,7% abaixo de igual período de 2019 (6,1 milhões de pessoas a menos). Na média de 2020, a força de trabalho totalizou 99,5 milhões de pessoas, 6,1% a menos que em 2019, ou 6,5 milhões a menos.

O Saiba Tudo Mato Grosso (MT) é um site sem vínculos partidários, sem preconceitos ideológicos e não está a serviço de grupos econômicos. O nosso valor é a qualidade da informação.