Anúncios

de 64 anos, identificada como Iracema Magri, foi morta a facadas pelo genro, identificado como Odir Oliveira, no final da tarde de domingo (7), em . O aconteceu após Iracema defender a filha do agressor, que fugiu e não foi localizado até o momento.

De acordo com as informações apuradas pelo GD, Odir e a filha da vítima tinham um relacionamento e na tarde de ontem, tiveram um desentendimento e acabaram brigando. A mulher foi para a casa da mãe, onde momentos depois, o agressor apareceu em posse de uma faca.

Testemunhas contaram que ele gritava pelo nome da namorada, que chegou a pular o portão para invadir a casa. Iracema avisou que chamaria a polícia, tentou intervir na situação e acabou sendo morta pelo agressor com golpes de faca na cabeça e no pescoço.

Polícia Militar registrou o crime por volta das 17h30 no bairro do Sol, quando eles chegaram, acionaram o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e a equipe médica constatou a morte no local, que foi isolado para os trabalhos da Polícia Civil e Perícia Oficial.

Após o crime, Odir fugiu por rumo ignorado e não foi mais visto. Reportagem tentou contato com a Polícia Militar da cidade, mas não obteve retorno. Já a Polícia Civil confirmou a versão de que o homem foi até a casa de Iracema após a briga com a namorada e, ao que tudo indica, seria para matar a companheira.

Polícia da região está mobilizada em busca do autor do crime. Denuncias podem ser feitas via 190 ou 197 para os moradores da região. As forças garantem o anonimato dos denunciantes.