Anúncios

Um homem de 30 anos foi preso pelas equipes da Força Tática suspeito de participar no crime que resultou na morte da diretora do Serviço de Saneamento Ambiental de (Sanear), Terezinha Silva. A prisão aconteceu após a Polícia receber uma denúncia anônima nessa terça-feira (26). O indivíduo foi preso em um bar localizado no bairro Jardim Serra Dourada, em Rondonópolis (MT). Outro homem de 28 anos também foi detido.

Conforme informações que constam no Boletim de Ocorrência (BO), a dupla já é conhecida por ser integrante de uma facção criminosa. Ainda conforme informações, o suspeito de participação no crime contra Terezinha usa tornozeleira eletrônica e tem como hábito tirar o aparelho para circular livremente e depois recolocar a tornozeleira.

No estabelecimento que pertence ao suspeito, a Polícia apreendeu 18 munições calibre 38 e 15 munições calibre 380.

A Polícia também apreendeu porções de substâncias análoga a maconha.

Na casa do suspeito localizada na Vila Rica, a Força Tática apreendeu mais munições, uma grande quantia em dinheiro e algumas folhas de anotações de contabilidade de atividades criminosas. Nas anotações contém informações de despesas com drones, linhas de pesca e celular, sendo indício de transporte de aparelhos de comunicação para dentro do presídio Mata Grande.

Durante a ação policial também foram apreendidas, aparelhos celulares que serão submetidos a perícia tendo como vista que podem conter informações relacionadas ao homicídio de Terezinha e também mais informações sobre atividades da facção criminosa.

OUTRO CASO 

Esse não é o primeiro suspeito que a Polícia prende. No dia 17 de janeiro um homem também foi preso suspeito pelo crime da morte de Terezinha, mas foi liberado após a Polícia Civil não encontrar indícios de que ele tenha participado do homicídio.