Anúncios

Uma operação prendeu nesta sexta-feira (29) um investigador da suspeito de usar do cargo para exigir vantagem indevida em Colíder (MT). De acordo com a Polícia Civil, ele foi alvo de uma investigação da Corregedoria Geral da Polícia Civil por um crime cometido em 2019.

A investigação identificou que o policial exigiu propina de três pessoas do município para que não os envolvessem em uma investigação e, consequentemente, não fosse pedida a prisão deles.

A Operação Fim da Linha, deflagrada hoje, também cumpriu mandados de prisão preventiva e busca e apreensão. Na casa dele foi encontrada uma arma de fogo sem registro. Ele foi autuado em flagrante pelos crimes de posse ilegal de arma de fogo e munições.

Na mesma decisão que expediu os mandados de prisão e de busca e apreensão, a Justiça determinou o sequestro de bens do investigado.

A polícia afirma que, nas ações de combate aos crimes de corrupção, vai buscar sempre realizar o sequestro/arresto de valores e bens, com base no -Lei n.º 3.240/1941, com a finalidade de garantir a reparação das vítimas, bem como porque em caso de condenação criminal ao final do processo criminal.