O secretário de Educação, Alan Porto, apresentou aos deputados estaduais e para deputada federal Rosa Neide os principais projetos que sua pasta está preparando. Serão cerca de R$ 936 milhões do Programa Mais Mato Grosso. Para infraestrutura escolar, R$ 442 milhões que possibilitarão 40 novas escolas, 45 reformadas, mais de 30 novas quadras poliesportivas.

Os investimentos na educação levam em conta também o esporte e lazer, e também a ambiência escolar como cozinhas e refeitórios e, principalmente, salas climatizadas, um ponto defendido pelo atual governo.  

Para 2021, 115 escola passarão por manutenção preventiva, com revisão no sistema elétrico, hidráulico, telhado e outros pontos críticos, deixando escolas como novas.

Na reunião, realizada nesta terça-feira (22.12), na Seduc, participaram os deputados estaduais Wilson Santos, Janaína Riva, Thiago Silva, João Batista, Elizeu Nascimento. Os deputados Xuxu Dal Molin e Valmir Moretto enviaram representantes.

Alan Porto reforçou o foco de sua pasta, que é trabalhar intensivamente a parte pedagógica. Nos investimentos do Mais Mato Grosso, uma grande fatia será para compra de computadores, notebooks e chromebooks – computadores portáteis direcionados à educação –, além de banda larga instalada nas escolas.

“Nosso foco é a formação dos professores para trabalhar essa tecnologia em sala de aula. Não podemos pensar só em comprar os equipamentos. Precisamos saber utiliza-los. Com a implantação do sistema estruturado de ensino, teremos condições de, nos próximos dois anos, estar entre as dez melhores educações do país” avalia Porto.

O secretário assinala que o Estado vive hoje um ótimo momento, pois Mato Grosso está prestes a conseguir um grande empréstimo (cerca de 100 milhões de dólares) para investimento em infraestrutura escolar, tecnologia e a parte pedagógica.

Durante a explanação, o secretário de educação lembrou aos presentes que educar é um trabalho de várias mãos, pois não adianta somente o trabalho do secretário, do governador. Trata-se de um trabalho em conjunto com deputados estaduais, federais, senadores, profissionais da educação e comunidade escolar.

“Uma sociedade só obtém êxito se focar na educação. Nós podemos ter uma grande infraestrutura, uma ótima saúde, mas uma sociedade só vai deixar um legado se tiver o conhecimento. E conhecimento se adquire com educação”, salienta.