Anúncios

O homem que confessou ter estuprado e matado a idosa Mirian Ferreira Macedo, de 65 anos, ao lado de seu marido, que está com sequelas de um Acidente Vascular Cerebral (AVC), no dia 29 de novembro, teve mandado de prisão cumprido contra si na quinta-feira (03). Ele já havia sido detido na terça-feira (1º), por outro crime, ocasião em que confessou também este delito. Ele ainda afirmou que durante as cerca de duas horas que permaneceu na residência, ainda fez uso de drogas.

A vítima sofreu o abuso sexual e depois foi morta em sua residência, no bairro São Cristóvão. O crime foi presenciado pelo esposo dela, que tem problemas de saúde em decorrência de um acidente vascular, e ficou em estado de choque. O suspeito invadiu a casa da vítima, cometeu os crimes e depois ainda revirou a residência, fazendo uso de drogas no local.

Um vizinho da vítima foi procurado por um familiar, que estava tentando contato com a mãe e não conseguia. Ao chegar na casa, o vizinho constatou que o portão estava aberto e a porta somente encostada e ao entrar na casa viu a vítima deitada em uma cama, aparentemente em óbito, e o marido dela passando mal. O Corpo de Bombeiros foi acionado e constatou a morte da idosa. O marido dela foi encaminhado a um hospital de em estado de choque.

Os policiais localizaram resíduos de nos fundos da residência, além de diversas manchas de sangue pela casa.

Após a Delegacia da Polícia Civil receber a do fato, as equipes realizaram diversas diligências para coletar informações sobre o crime e localizar o suspeito dos crimes. Na segunda-feira (30.11), ele foi localizado pela e preso em flagrante por tráfico de drogas.

Com base nas informações coletadas, a delegada Bruna Caroline Laet representou à Justiça pela prisão do suspeito, que foi cumprida nesta quinta-feira no Centro de Detenção de Pontes e Lacerda, onde já estava recolhido pelo crime de tráfico de drogas pelo qual foi detido em flagrante.

O suspeito foi autuado pelos crimes de estupro e homicídio qualificado (por asfixia e para assegurar a execução, ocultação e impunidade de outro crime).